Jornal de Notícia Esportiva

EM JOGO TUMULTUADO DE MUITA CONFUSÃO, PORTO VELHO CONQUISTA VAGA NA FINAL DO ESTADUAL NAS COBRANÇAS DE PÊNALTIS

Porto Velho é o primeiro finalista do estadual, garantindo também uma das vagas para a Serie - D em 2021

Fotos: Reprodução

OUVIR NOTÍCIA

Já passava das 13:00 horas, desta quarta-feira, 18/11, quando foi conhecido o primeiro finalista do Campeonato Rondoniense Serie – A, troféu radialista Miguel Silva, em partida realizada no estádio Aluizio Ferreira, entre Porto Velho e União Cacoalense. No tempo normal, a vitória da Locomotiva do Norte pelo placar de 2 a 1. VEJA A GALERIA DE FOTOS ACIMA.

No placar agregado dos dois jogos, terminando em 2 a 2 e levando a decisão da vaga para as cobranças de pênaltis. Ao final, o Porto Velho venceu por 3 a 2. Sorbara, Will e Cabelo marcaram para a Locomotiva. Jhone e Lucão para o União Cacoalense. Diogo Oliveira, Márcio Rozario e Maycon desperdiçaram as cobranças para a Raposa da BR. Alex e Bacas bateram e o goleiro defendeu.

O JOGO

O jogo começou com o Porto Velho ligado e pressionando o União, e aos 15 minutos Lucas Bala rouba a bala e entrega a Bacas que carrega e da entrada da área chuta de pé esquerdo e acerta o ângulo direito do goleiro Douglas e faz 1 a 0 para o Porto Velho.

O União Cacoalense tentava sair, mas o adversário jogava fechado e era melhor, chagava mais na área do União, que nos minutos finais pressionou, mas sem oferecer perigo a meta do goleiro Martins. Mas aos 49 minutos Lucas Bala comete falta na lateral e foi expulso pelo 2º cartão amarelo.

Na volta para a etapa final, o Porto Velho com um jogador a menos deixou apenas o atacante Ariel na frente entre os dois zagueiros, recuando aos 16 minutos o goleiro Martins fez três defesas sequenciais milagrosamente. Aos 38 minutos lançamento na direita em profundidade e Welligthon entrou na área e bateu cruzado deixando tudo igual no marcador, 1 a 1.

TUMULTO E CONFUSÃO

A partir do gol, começou uma grande confusão, quando toda a comissão técnica, jogadores reservas e substituído invadiram o campo cercando o árbitro protestando de um lance anterior ao gol, reclamando de pênalti, sendo necessária a intervenção da polícia para proteção a arbitragem. Na sequência, quando tudo parecia ter se normalizado, um jogador de colete do Porto Velho volta a invadir o campo se recusando a sair e recomeçando novo tumulto, a polícia voltou a intervir. A partida ficou paralisada por cerca de 13 minutos.

Enquanto isso, na arquibancada dirigentes e pessoas que tiveram acesso permitido credenciados partiram para agressões contra dirigentes do União Cacoalense, onde até pedras foram arremessadas, sendo necessária a intervenção policial com uso do gás de pimenta para dispersão.  

 Com a bola rolando novamente, aos 53 minutos após escanteio Renan, meteu a cabeça na bola colando no fundo da rede colocando a Locomotiva a frente do marcador outra vez. No último lance do jogo, ataque do Porto Velho a bola toca na mão do zagueiro do União, o árbitro Maicon Pessoa estava de frente e menos de 10 metro do lance e manda seguir, mas o assistente Cristiano Lopes levanta sua bandeirinha, acena e corre para a linha de fundo assinalando pênalti, originando novo tumulto, mas o árbitro chamou a sua responsabilidade o lance e no recomeço com bola ao chão, Maicon Pessoa pois fim na partida aos 60 minutos, final de jogo, Porto Velho 2 x 1 União Cacoalense.

Com o placar agregado somado as duas partidas em 2 a 2, a decisão da vaga foi para as cobranças de pênaltis. Final Porto Velho 3 x 2 União Cacoalense. Porto Velho é o primeiro finalista do estadual, garantindo também uma das vagas para a Serie - D em 2021.

O adversário da Locomotiva será conhecido na próxima quarta-feira, 25/11, no Biancão entre Ji-Paraná e Real Ariquemes.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

EM JOGO TUMULTUADO DE MUITA CONFUSÃO, PORTO VELHO CONQUISTA VAGA NA FINAL DO ESTADUAL NAS COBRANÇAS DE PÊNALTIS

Já passava das 13:00 horas, desta quarta-feira, 18/11, quando foi conhecido o primeiro finalista do Campeonato Rondoniense Serie – A, troféu radialista Miguel Silva, em partida realizada no estádio Aluizio Ferreira, entre Porto Velho e União Cacoalense. No tempo normal, a vitória da Locomotiva do Norte pelo placar de 2 a 1. VEJA A GALERIA DE FOTOS ACIMA.

No placar agregado dos dois jogos, terminando em 2 a 2 e levando a decisão da vaga para as cobranças de pênaltis. Ao final, o Porto Velho venceu por 3 a 2. Sorbara, Will e Cabelo marcaram para a Locomotiva. Jhone e Lucão para o União Cacoalense. Diogo Oliveira, Márcio Rozario e Maycon desperdiçaram as cobranças para a Raposa da BR. Alex e Bacas bateram e o goleiro defendeu.

O JOGO

O jogo começou com o Porto Velho ligado e pressionando o União, e aos 15 minutos Lucas Bala rouba a bala e entrega a Bacas que carrega e da entrada da área chuta de pé esquerdo e acerta o ângulo direito do goleiro Douglas e faz 1 a 0 para o Porto Velho.

O União Cacoalense tentava sair, mas o adversário jogava fechado e era melhor, chagava mais na área do União, que nos minutos finais pressionou, mas sem oferecer perigo a meta do goleiro Martins. Mas aos 49 minutos Lucas Bala comete falta na lateral e foi expulso pelo 2º cartão amarelo.

Na volta para a etapa final, o Porto Velho com um jogador a menos deixou apenas o atacante Ariel na frente entre os dois zagueiros, recuando aos 16 minutos o goleiro Martins fez três defesas sequenciais milagrosamente. Aos 38 minutos lançamento na direita em profundidade e Welligthon entrou na área e bateu cruzado deixando tudo igual no marcador, 1 a 1.

TUMULTO E CONFUSÃO

A partir do gol, começou uma grande confusão, quando toda a comissão técnica, jogadores reservas e substituído invadiram o campo cercando o árbitro protestando de um lance anterior ao gol, reclamando de pênalti, sendo necessária a intervenção da polícia para proteção a arbitragem. Na sequência, quando tudo parecia ter se normalizado, um jogador de colete do Porto Velho volta a invadir o campo se recusando a sair e recomeçando novo tumulto, a polícia voltou a intervir. A partida ficou paralisada por cerca de 13 minutos.

Enquanto isso, na arquibancada dirigentes e pessoas que tiveram acesso permitido credenciados partiram para agressões contra dirigentes do União Cacoalense, onde até pedras foram arremessadas, sendo necessária a intervenção policial com uso do gás de pimenta para dispersão.  

 Com a bola rolando novamente, aos 53 minutos após escanteio Renan, meteu a cabeça na bola colando no fundo da rede colocando a Locomotiva a frente do marcador outra vez. No último lance do jogo, ataque do Porto Velho a bola toca na mão do zagueiro do União, o árbitro Maicon Pessoa estava de frente e menos de 10 metro do lance e manda seguir, mas o assistente Cristiano Lopes levanta sua bandeirinha, acena e corre para a linha de fundo assinalando pênalti, originando novo tumulto, mas o árbitro chamou a sua responsabilidade o lance e no recomeço com bola ao chão, Maicon Pessoa pois fim na partida aos 60 minutos, final de jogo, Porto Velho 2 x 1 União Cacoalense.

Com o placar agregado somado as duas partidas em 2 a 2, a decisão da vaga foi para as cobranças de pênaltis. Final Porto Velho 3 x 2 União Cacoalense. Porto Velho é o primeiro finalista do estadual, garantindo também uma das vagas para a Serie - D em 2021.

O adversário da Locomotiva será conhecido na próxima quarta-feira, 25/11, no Biancão entre Ji-Paraná e Real Ariquemes.

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )