Jornal de Notícia Esportiva

CBF REUNIRÁ CLUBES DA SÉRIE A PARA DISCUTIR RETORNO DO PÚBLICO AOS ESTÁDIOS APÓS PARECER DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

A medida prevê a utilização de até 30% da capacidade dos estádios, a partir do mês de outubro, ainda sem data definida

Foto: Reprodução

OUVIR NOTÍCIA

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) recebeu parecer favorável do Ministério da Saúde (MS) sobre o plano de estudos para o retorno do público aos estádios nas partidas da Série A do Campeonato Brasileiro.

A medida prevê a utilização de até 30% da capacidade dos estádios, a partir do mês de outubro, ainda sem data definida, mas o MS condiciona a permissão à avaliação das autoridades sanitárias dos Estados e Municípios onde há clubes participantes da referida competição.

O próximo passo para o desenvolvimento deste plano será a realização de uma reunião com os Clubes disputantes da Série A para discussão do tema, que a CBF realizará na próxima quinta-feira, 24, às 16:30 horas, por videoconferência, seguida do início da consulta às autoridades estaduais e municipais responsáveis. 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Twitter

CBF REUNIRÁ CLUBES DA SÉRIE A PARA DISCUTIR RETORNO DO PÚBLICO AOS ESTÁDIOS APÓS PARECER DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) recebeu parecer favorável do Ministério da Saúde (MS) sobre o plano de estudos para o retorno do público aos estádios nas partidas da Série A do Campeonato Brasileiro.

A medida prevê a utilização de até 30% da capacidade dos estádios, a partir do mês de outubro, ainda sem data definida, mas o MS condiciona a permissão à avaliação das autoridades sanitárias dos Estados e Municípios onde há clubes participantes da referida competição.

O próximo passo para o desenvolvimento deste plano será a realização de uma reunião com os Clubes disputantes da Série A para discussão do tema, que a CBF realizará na próxima quinta-feira, 24, às 16:30 horas, por videoconferência, seguida do início da consulta às autoridades estaduais e municipais responsáveis. 

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )